Metodologias ágeis na construção: o que são e como impactam nos projetos?

Dec 30 / Verum Institute
A indústria da construção civil enfrenta diferentes desafios, como dificuldades em gerir recursos, tempo, prazos, entre outros. Uma solução encontrada para superar estes desafios é a adoção de metodologias ágeis.

Segundo uma pesquisa da McKinsey and Co., os benefícios desta abordagem são inúmeros, como aumento de 93% na satisfação do cliente. Além disso, 76% dos entrevistados relataram maior envolvimento dos colaboradores e 93% obtiveram melhor desempenho operacional.

Ou seja, as metodologias ágeis podem facilitar (e muito) todas as etapas do projeto, impactando diretamente as entregas e o resultado final. Entenda melhor, neste artigo, o que são, seus benefícios e veja como aplicar nos seus projetos.

Aproveite a leitura!

Metodologias ágeis na construção: o que são?

Em síntese, as metodologias ágeis compõem uma abordagem de gerenciamento de projetos que enfatiza a flexibilidade, colaboração e melhoria constante na indústria de construção.

Na prática, este método envolve dividir os grandes projetos em etapas de trabalhos, segundo suas prioridades e com base nas necessidades do cliente, facilitando o gerenciamento. Assim, o fluxo de trabalho é otimizado e a qualidade das entregas melhora muito.

A adoção dessa estratégia fornece resultados de alta qualidade com maior rapidez e eficiência, ao permitir a fácil adaptação com base nas circunstâncias. Além disso, a fragmentação do projeto em diferentes etapas possibilita a validação de cada uma ao serem concluídas, o que evita o retrabalho.

Gerenciamento de projetos tradicional vs. metodologias ágeis na construção: quais as diferenças?

Diferente da metodologia tradicional, em cascata, em que o projeto é criado para testar e fazer correções, as metodologias ágeis pensam em cada etapa do desenvolvimento.

Ou seja, na gestão tradicional de projetos de construção, o planejamento é realizado no início, sendo que em seguida os trabalhos são executados conforme o plano definido. Entretanto, esta abordagem é extremamente engessada, pois não considera os imprevistos e mudanças que ocorrem ao longo do projeto.

Já a metodologia ágil na construção possui uma abordagem mais interativa, cíclica e dinâmica, permitindo adaptação do projeto conforme as necessidades mudam.

Neste cenário, os objetivos são definidos a cada sprint – tarefas a serem executadas em um período determinado, proporcionando maior flexibilidade para lidar com as mudanças. As metodologias ágeis facilitam os ajustes dos projetos conforme as demandas do cliente e as condições do mercado.

Metodologias ágeis na construção: quais os princípios-chave desta abordagem?

As metodologias ágeis na construção civil são fundamentadas em princípios que incentivam a flexibilidade, a colaboração e a busca pela excelência.

Na prática, esta abordagem inclui os seguintes princípios:

  • Priorização do cliente: as necessidades dele são o foco principal, sendo que o trabalho é realizado para garantir sua satisfação.
  • Aumento na frequência das entregas: isso porque elas são efetuadas em intervalos curtos de tempo. Dessa maneira, o cliente pode acompanhar o progresso e fazer ajustes quando necessário.
  • Ampliação da colaboração e comunicação: dessa forma, é possível garantir um melhor alinhamento e aumentar a eficiência da equipe.
  • Adaptação às mudanças: com as metodologias ágeis na construção é possível garantir que os projetos sejam ajustados conforme novidades surgem. Ou seja, a equipe ganha mais flexibilidade e responde mais rapidamente a mudanças.

Conheça os tipos de soluções ágeis na construção!

Esta abordagem – comum em setores de tecnologia – vem encontrando cada vez mais espaço na indústria da construção civil, uma vez que oferece mais dinamicidade à gestão de projetos.

Entretanto, é preciso pensar um pouco além do tradicional, há uma série de metodologias, conceitos e filosofias que promovem a mentalidade ágil na indústria de engenharia e construção.

Conheça os diferentes tipos de conceitos que potencializam a adoção de metodologias ágeis na construção:

1. Lean construction

A filosofia Lean visa evitar desperdícios de tempo e/ou de materiais. Na prática, o lean construction aplica os princípios do pensamento de “projeto enxuto" – abordagem focada na redução de desperdícios – aos projetos de construção, que visam maximizar o valor e minimizar o desperdício.

Os princípios-chave desta abordagem são:

  • Valor: focado em atividades que agregam valor diretamente ao cliente;
  • Fluxo: simplifica os processos e minimiza interrupções e atrasos;
  • Pull: permite alinhar o trabalho com a demanda e evitar a superprodução.

Por meio do lean, é possível reduzir o excesso de materiais, otimizar os cronogramas e minimizar o tempo ocioso, ampliando a ênfase na colaboração da equipe, o que por consequência diminui o índice de retrabalho.

2. Scrum

Trata-se de uma metodologia ágil que enfatiza a colaboração, adaptabilidade e progresso interativo. Na prática, o Scrum divide os sprints em ciclos de tempo limitados, todos com objetivos e tarefas bem definidas.

Ele é composto por:

  • Backlog de produto: uma lista de tarefas e requisitos do projeto, organizada com base nas prioridades do trabalho;
  • Planejamento de sprint: definição das metas e seleção das tarefas com prazo de realização;
  • Sprint review: reuniões para apresentar o trabalho já concluído e coletar feedbacks das partes envolvidas;
  • Retrospectiva do sprint: utilizado para refletir sobre os resultados de cada sprint, facilitando a identificação de pontos de melhoria no projeto.

O Scrum pode ser utilizado na construção civil dividindo os projetos em etapas gerenciáveis, que representam as fases de uma obra, como: preparação do local, trabalho de fundação, estruturação e acabamento.

Cada sprint teria seus objetivos, prazos e resultados esperados já definidos, e ao longo do processo é possível analisar o que está sendo executado com maestria e o que deve ser ajustado.

3. Kanban

O Kanban é uma técnica visual de gerenciamento do fluxo de trabalho que se concentra na gestão de materiais e tarefas, com base em uma série de etapas.

Os principais elementos desta metodologia ágil são:

  • Quadro Kanban: é uma representação visual das etapas e do fluxo de trabalho, geralmente dividido em colunas.
  • Sistema Pull: nesse quadro, as tarefas são puxadas para o próximo estágio apenas quando finalizadas.

O método Kanban na construção civil permite agilizar o fluxo de trabalho, pois fornece visibilidade em tempo real do status de cada tarefa e/ou etapa do projeto. Nesse caso, as equipes ganham uma força extra na hora de priorizar as tarefas, limitar o trabalho em andamento e acompanhar o fluxo de atividades do início até a sua conclusão.

Afinal, quais os benefícios das metodologias ágeis na construção?

A gestão ágil de projetos na construção civil é caracterizada por sua adaptabilidade, flexibilidade e abordagem interativa e cíclica.

As metodologias ágeis promovem ainda uma série de benefícios:

1. Aumento na qualidade das entregas

As metodologias ágeis na construção civil envolvem a realização de testes já na fase inicial de execução do projeto, isso garante aumento na qualidade do produto final entregue.

Como é um processo interativo, esta abordagem garante que as equipe sejam mais auto-organizadas, uma vez que elas continuam aprendendo, crescendo e melhorando cada vez mais as entregas.

2. Maior satisfação do cliente

Com as metodologias ágeis na construção civil, os clientes estão sempre envolvidos no processo de tomada de decisão, e permanecem acompanhando cada etapa durante o desenvolvimento. Dessa maneira, eles podem solicitar alterações conforme as necessidades e com base na realidade do mercado.

Além disso, ao manter o cliente informado, você mantém uma conexão valiosa, assegurando o atendimento das expectativas em toda a execução. É natural que, quando os clientes aproveitam esses benefícios por conta do seu desempenho, voltem a procurá-lo para outros projetos.

3. Maior eficiência

Com as metodologias ágeis, o projeto é dividido em sprints menores. Assim, é possível gerenciar melhor o tempo e os recursos da obra. Isso resulta em prazos mais curtos e redução nas despesas.

Além disso, a qualidade é assegurada durante todo o processo de implementação do projeto. Na prática, todos os envolvidos no processo recebem relatórios diários de progresso por meio de ferramentas e técnicas avançadas de acompanhamento, com indicadores predefinidos.

4. Aumento na previsibilidade do projeto

As metodologias ágeis na construção garantem maior visibilidade para o projeto, facilitando a previsão de riscos e a elaboração de planos de mitigação mais eficazes.

Ou seja, dentro das estruturas ágeis existem diferentes maneiras de identificar, prever riscos, e traçar metas para que tudo ocorra bem.

Com a metodologia Scrum, por exemplo, é possível utilizar backlogs de sprint – documento que detalha as entregas a serem feitas – e gráficos de burndown – representação visual do trabalho realizado e do tempo usado em sua conclusão. Na prática, ambos os recursos possibilitam o aumento da previsibilidade do projeto e permitem que os gerentes prevejam o desempenho e criem planos de maneira adequada.

5. Maior flexibilidade

Na abordagem ágil, os projetos podem ser ajustados mais rapidamente para lidar com mudanças e imprevistos. Com as metodologias ágeis, as equipes de trabalho são menores, e o projeto é dividido em sprints curtos, facilitando o gerenciamento.

Outra vantagem é que as mudanças podem ser implementadas em um curto espaço de tempo. Essa flexibilidade incomparável é um dos principais motivos pelos quais organizações dinâmicas preferem usar as metodologias ágeis em seus projetos na construção civil.

6. Melhora a motivação da equipe

Dentro dessa abordagem as equipes são autogerenciáveis, ou seja, elas possuem mais autonomia sobre suas decisões. Nesse caso, os profissionais podem se reunir, com uma certa frequência, para discutir o status do projeto e os desafios encontrados. Em síntese, as metodologias ágeis aumentam a colaboração entre os membros da equipe.

Por meio dessa natureza multifuncional, eles aprendem e desenvolvem novas habilidades de gerenciamento de projetos, que permitem o amadurecimento da equipe e o crescimento na carreira.

7. Métricas mais relevantes

As metodologias ágeis facilitam o acesso a importantes métricas, como o prazo de entrega, tempo de ciclo e rendimento. Na prática, esses indicadores auxiliam a medir o desempenho da equipe, identificar gargalos e, ainda, melhorar a tomada de decisões, uma vez que elas serão baseadas em dados para corrigir os erros.

Guia prático: confira como implementar as metodologias ágeis na construção!

Agora que você já conhece mais sobre as metodologias ágeis e seus benefícios, deve estar se perguntando como aplicá-la em seus projetos, não é mesmo? Para ajudar, preparamos um pequeno guia para conduzi-lo nesta jornada.

Confira!

1. Priorize a colaboração entre as partes interessadas

Durante todo o ciclo de vida do projeto, é essencial que as partes envolvidas participem das etapas, garantindo que as perspectivas, requisitos e feedbacks sejam integrados. Assim, os resultados são melhorados, os riscos reduzidos e aumenta o alinhamento com os objetivos gerais.

Para isso, é essencial envolver todos desde o início e manter as linhas de comunicação aberta. A abordagem transparente facilita o alinhamento e permite definir as funções e responsabilidades de forma clara.

Portanto, priorizar a colaboração entre as pessoas envolvidas ajuda a equipe a alcançar resultados que atendam ou superem as expectativas.

2. Treine sua equipe

A capacitação dos colaboradores também é um elemento essencial desta abordagem.

Portanto, é fundamental realizar treinamentos relacionados às metodologias ágeis na indústria da construção civil, uma vez que eles promovem uma experimentação prática das técnicas.

3. Adote planejamento e revisão interativos

O gerenciamento ágil na construção está diretamente relacionado à utilização de ciclos interativos que podem ser facilmente revisados durante o processo. Os sprints permitem que o projeto seja fragmentado em peças menores – mais fáceis de gerenciar – melhorando o planejamento, monitoramento e adaptabilidade da obra.

Para implementar esta abordagem de modo eficaz, divida o projeto em partes com um tempo determinado, revise para ver se está tudo bem. Realize ajustes com base em informações novas, incentive o aprendizado contínuo e seja transparente durante as revisões. Isso torna os projetos de construção mais acessíveis e adaptáveis às necessidades das pessoas envolvidas, garantindo resultados bons.

4. Invista em ferramentas de gestão de projetos

Em meio a transformação digital, as ferramentas tecnológicas estão se tornando aliadas das empresas, e com a construção civil não é diferente. Por isso, contar com o apoio de softwares de gestão melhora a visibilidade das etapas do projeto, otimiza a tomada de decisões e melhora os resultados.

Mecanismos como o Trello ou Jira, por exemplo, permitem atualizar em tempo real o status do projeto, fornecem insights sobre o desenvolvimento do projeto e desempenho dos colaboradores, e possibilitam a colaboração da equipe de forma remota e contínua.

Essas ferramentas permitem que as equipes de construção aperfeiçoem o seu fluxo de trabalho, agilizem a comunicação e realizem projetos com êxito.

Metodologias ágeis na construção civil: como a Verum Institute pode ajudar?

As metodologias ágeis estão revolucionando a indústria da construção, permitindo que os projetos se tornem mais rápidos, eficientes e de alta qualidade. Sendo assim, para manter a competitividade e enfrentar os desafios do setor, a capacidade de se adaptar às mudanças é essencial.

Assim, dada a evolução tecnológica e a crescente adoção de metodologias ágeis, é possível concluir que o futuro da construção civil será caracterizado pela agilidade e pela busca constante pela excelência.

E, para garantir que a sua empresa aproveite todas essas oportunidades e se destaque em meio a concorrência, investir em formação continuada dos seus colaboradores é essencial.

Com a Verum Institute, você e sua equipe irão dominar as principais metodologias do mercado. Entre os cursos de certificação estão: AWP, BIM, Lean Construction e um curso de capacitação sobre metodologias ágeis.

Ficou curioso e quer saber como funcionam os cursos de capacitação da Verum? Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas.